Injustiça

Já são 23 dias sem postar, entramos na semana 25 hoje [ou na sexta-feira passada dependendo de como a gente conta]. Já são 3 semanas sem fotos da barriga.

Bom, muita água já passou por debaixo da ponte nesse tempo e não tive tempo sequer para tirar fotos ou atualizar o blog. :-/

Estamos no Brasil numa visita relâmpago – ficamos pouco mais de duas semanas. Assim que chegamos Matias já percebeu a diferença no volume das vozes e do barulho. Todo mundo fala alto, sempre tem uma música alta tocando, barulho de trânsito, o caos residente no Rio. Matias chuta o tempo todo. Fomos ao Viaduto de Madureira no primeiro fim de semana. Matias ficou quietinho… tadinho, aquele som alto o tempo todo. Fiquei com pena dele. Nós chegamos exatamente na semana em que ele deveria começar a distinguir os sons, e pronto, foi direto prum baile charme.

Andar de ônibus é uma aventura, tanto pra gente quanto pra ele. Pra gente porque já não estamos mais acostumados com as arrancadas, freadas e curvas perigosas, e pra ele pelo chacoalhar do ônibus e o barulho estridente do motor. Confesso que o trânsito nessa cidade me estressa. Especialmente porque estou grávida. O motorista carioca desafia a morte cada vez que sai no portão atrás do volante. E é interessante a dificuldade de encontrar um carro com cintos de segurança que funcionem no banco traseiro. Um taxista me perguntou se eu estava com medo de morrer (!!!). Todos ficam surpresos com a pergunta, mas sempre estão certos de que os cintos traseiros funcionam, até que eu sente e constate que O CINTO NAO FUNCIONA!!!

Uma das vozes a que Matias reage claramente é a da minha mãe. Não faço idéia do porquê. Ela fala alto, mas todo mundo fala alto nesse país. Não sei se é o tom da voz, sei lá. Mas se minha mãe estiver falando por perto, Matias começa a chutar e se mexer feito doido. Se ela fica quieta, ele pára. A minha voz e a de Morten não surtem efeito claro nele. Parece que já fazem parte do mundinho dele. Quando um dos meus irmãos chegou, Matias ficou paradinho. Toda vez que ele falava alguma coisa, Matias parava de se mexer. Está sendo interessante observar e sentir as respostas dele aqui de dentro.

E as atividades diárias dele têm sido tantas que eu estou achando uma injustiça que só a mãe possa carregar o bebê. Queria muito que Morten pudesse sentir as mesmas coisas que eu sinto. Por mais que eu queira explicar, nem o uso de todas as palavras do Aurélio vai ser suficiente para descrever as sensações e sentimentos que surgem a partir de um suave mover de um bracinho ou perninha, quem dirá o que surge a partir de um chute bem dado na minha costela. Queria muito poder dividir essas coisas com ele.

A cada movimento meu coração se enche de uma alegria única, mas também de um medinho por ele e por tudo o que ainda está por vir. Quero tê-lo nos braços logo, mas não quero que ele nasça amanhã. Quero que o tempo passe rápido e ele se desenvolva como deve pra vir ao mundo preparado pra vida. Quero ver a boquinha e as expressões faciais dele [É eu sou meio doida por boca, mão e pé de neném]. Quero ouvir o chorinho e os barulhinhos dele. Mas fico pensando que agora vou ter uma pessoa ligada à mim pelo resto da vida. Que vai depender e precisar de mim por um bom tempo… essa responsabilidade traz consigo o medo, mas também o desejo de seguir em frente.

Nessa visita conhecemos também Pedro, nosso sobrinho de 5 anos de idade. O moleque é um terremoto… rs. Uma graça, a cara do pai, mas bem levado.

Estou me descobrindo uma pessoa calma, muito calma. Muita gente diz que eu sou calma, mas não me via como uma pessoa calma. Agora, em contraste com a cultura brasileira febril, começo a pensar que já fui tomada pela parte calmante da cultura norueguesa. Espero passar um pouquinho disso pra Matias.

Como mãe, acho que estou me realizando como mulher.

Fotos no próximo post!

 

Um pensamento sobre “Injustiça

  1. Viu, saiu do face, não atualiza o blog, não posta fotos….. buá buá buá …. sabia que vc ia fazer isso… hunf! Melhor vc voltar para o face…
    Enfim, espero por fotos, notícias, atualizações dessa fase gestacional…rs.
    Saudades…. bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s