Arquivo de Tag | descolamento de membranas

Indução do parto? – 36 semanas

Hoje completamos 36 semanas. Mais uma semana para então descruzar as pernas sem medo. Uma semana para aceitar de braços abertos as mudanças que se precipitam. Uma semana para ir do choro noturno de uma criança para o de três. Uma semana para ver meu mundo posto de ponta à cabeça num piscar de olhos.

As tão esperadas 37 semanas batem à minha porta. Meu corpo já dá sinais de que se prepara para mais este grande evento. E eu me preparo mental e espiritualmente para o parto de Alexander e Cecilie. Alexander está encaixado em posição cefálica e Cecilie ainda curte a liberdade do ventre, mas também em posição quase que totalmente cefálica.

Noto uma certa ansiedade daqueles a minha volta. Da família e dos médicos. Não tanto a minha. Já chegamos até aqui, agora é aguardar o tempo certo. Que tudo aconteça naturalmente. Que eles possam vir ao mundo quando estiverem prontos. A enxurrada de hormônios já altera meu corpo. Intestino solto, contrações constantes, regulares e não doloridas.

feminino_luarMinha alma parece estar sentada sob a luz do luar, sem pressa, sem medo, sem ânsia. Ela descansa e se prepara. Que venham, venham quando maduros e com saúde.

*******

O controle de 36 semanas

Hoje fizemos mais um controle extra com a médica. Ela não mediu as crianças. Achou melhor deixar para medir na próxima quarta-feira. Mas hoje ela falou em induzir o parto. Algo que não me agrada. A indução desencadeia uma série de outras intervenções desnecessárias. Deixei bem claro que a indução só me interessa se for baseada em necessidade clínica. Desejo que o parto se inicie por si só e quero evitar o uso de medicação contra dor.

Ela pediu para fazer um exame de toque para saber como o colo do útero está e, se eu assim permitisse e desejasse, ela faria um descolamento de membranas. Segundo ela, o procedimento só funcionaria se eu já estivesse pronta para parir, caso contrário, nada aconteceria. Acabo de ler um pouco sobre o procedimento em si, e bem, não me parece que hoje o procedimento me tenha causado prejuízo. Até agora as contrações continuam iguais.

Estou com 2cm de dilatação e muitas contrações regulares, mas que não se desenvolvem para o trabalho de parto. Depois que ela fez o toque, perguntou se poderia fazer o descolamento. Li que muitas mulheres sentem fortes dores durante esse procedimento. Eu não senti nada além de um incômodo. Ela me pediu que avisasse caso eu sentisse dor. Quando o incômodo poderia ter se tornado dor, avisei, e ela imediatamente parou o procedimento. Avisou que eu sangraria um pouco e poderia ter um certo desconforto nas horas seguintes.

Já disse aqui que o parto dos meus sonhos foi o de Matias, e que permitiria um controle dos médicos nesse, já que são gêmeos e isso causa muita ansiedade nas pessoas, e mesmo nos médicos. Mas eu ainda acredito que o parto iniciado e desenvolvido naturalmente com o mínimo possível de intervenção é o melhor. Meu corpo está pronto pro evento e os bebês também devem estar. Não vale a pena, nem é bom antecipar as coisas.

Também já disse que desde a semana 34 eles poderiam nascer – desde que entre em trabalho de parto naturalmente. Hoje penso que podem nascer a qualquer momento. Hoje, amanhã, daqui 3 ou 10 dias. Estou mentalmente preparada.   Mas desejo que eles também o estejam. E sinto que este é um evento iminente. Entendo ser melhor induzir o parto mecanicamente com o descolamento das membranas do que induzi-lo com ocitocina sintética que gera um monte de outros problemas por bloquear minha produção natural de ocitocina.

E ela falou numa possível indução com ocitocina na próxima semana. Marcou o próximo controle médico para a quarta-feira e combinamos que, se clinicamente necessário, induzimos na quinta-feira. Caso os bebês estejam tão bem quanto hoje, marcaremos controles posteriores e esperaremos que os bebês decidam quando virão ao mundo.

Mas sinto que podem nascer até antes mesmo de quarta-feira.

Um abraço.